• Alisson Vianna

Politicamente Correto / Mimimi?

Politicamente Correto


Existe uma variedade de assuntos dentro do tema do Portal Além da Cadeira, que pretendo abordar. Estava com dois temas meio encaminhados, mas eis que entro numa rede social, me deparo com a questão do “Politicamente Correto” e aproveito para articular com o “Mimimi”. Na postagem, na minha interpretação, diz que atualmente não podemos expressar mais nada, pois tudo é “politicamente correto” e assim ficamos limitados nas nossas opiniões e modo de pensar, algo como “pisar em ovos”, entende? Dizem (sendo irônico mesmo) por aí que vivemos em uma democracia e isso dá o direito de falar tudo, mesmo que isso ofenda o outro. Enfim...



Quando abro a postagem buscando um entendimento por completo, vejo em uma das respostas que o termo “politicamente correto” serve para evitar expressões/ações que ofendam, excluam ou desvalorizem, grupos de pessoas que são desfavorecidos ou discriminados, especialmente grupos definidos por gêneros, orientação sexual e raça, entre outros. O autor dessa resposta achou essa definição na internet e gostou dela, considerando apropriada. Mas a curiosidade do Alisson (risos) vai além e vem a vontade de entender o perfil das pessoas que curtiram a expressão ‘’chata e não se pode falar mais nada’’.



Para meu espanto, vejo gays, negros, gordos, entre outros. Meu Deus!!!

Atualmente tento, dentro das minhas possibilidades e limitações (nunca desconsiderando minha orientação sexual como homossexual e minha etnia negra), praticar SIM o ‘’politicamente correto’’ e continuarei incansavelmente propagando essa nomenclatura por uma questão bem simples: RESPEITO!!!



Mimimi


Buscando a origem do termo ‘’mimimi’’, me deparo com inúmeras versões que dificultam saber o real entendimento e origem dessa expressão. Todavia, algumas definições têm um sentido em comum: dor e egocentrismo. Uma delas é que o termo remete sobre uma pessoa que reclama demais ‘’que tudo é mimimi’’. Outra é que é uma dor que não dói na gente. Mas vejo algo bem curioso. O termo em inglês (me), significa eu. Fazendo um compilado dessas informações, chego à conclusão de que a origem desse termo é um olhar segundo a minha visão, simplesmente desconsiderando o outro e o que importa é o meu entendimento.



Pensando no portal ALÉM DA CADEIRA, tudo indica que algumas palavras farão parte de todos os meus textos: respeito, reflexão, conscientização, empatia, inclusão.



Muitos de nós estamos cansados de escutar essas expressões ‘’Politicamente correto”, “mimimi”, dentro de um contexto que desvaloriza a dor do outro e relatando apenas a sua subjetividade.



Todo esse cenário, mais uma vez, gera exclusão. Essa exclusão, gera dores que nem todos conseguem elaborar. Creio que tudo pode e deve ser mais simples, refletindo a seguinte pergunta: E se fosse comigo?

Essa pergunta pode e deve ser feita sempre que nossos argumentos e modo de pensar, atingir o outro. Se houver dúvida, perguntemos se estamos sendo ofensivos e como devemos proceder para não ferir o outro. Tudo, pode e deve ser mais simples, mas a reflexão que fica é: Quero ser politicamente correto para não ofender o outro? O “mimimi” não tem um viés egocêntrico?