• Sophia Vieira

Como é duro ser mulher pequena

Em homenagem ao dia da mulher, venho neste espaço expor o que é ser uma mulher nada convencional.


Inicio dizendo o porquê de mulher pequena: uma das características da síndrome de Turner é a baixa estatura, muitas das mulheres acometidas não passam de 1,40cm.

Imagine agora que essa mulher de 1,40cm tem um evento em que tenha que estar produzida. Pode ter certeza que essa mulher começou a se arrumar 1 mês antes.


Isso se deve a uma série de motivos: essa mulher já sabe que terá de mandar ajustar a roupa e isso demanda um tempo para a costureira realizar, ela também sabe que a sua roupa não se acha fácil pois as fábricas trabalham com uma modelagem para corpos padrões, o que certamente não é o caso dessa mulher.


Essa mulher sabe que também terá que levar o que ficar adequado, não o que fica lindo, perfeito, pois há muito tempo desistiu de achar uma roupa perfeita e estas infindáveis guerras contra o relógio, contra padrões a exauriram que está aceitando qualquer coisa que entre.


Ah! mais uma coisa: sua roupa será cara pois, muitas das mulheres Turner, tem elevada tendência a obesidade, e roupas Plus size são caríssimas.


Mas pensam que a luta pelo Look perfeito acabou? Está só começando, ainda temos a guerra dos sapatos. As mulheres Turner têm tendência a ter mãos e pés bem inchados e não é qualquer sapato que cabe e fica bonito em seu pé.


E por esse pequeno exemplo de “como é duro ser mulher pequena” desejo para cada uma dessas mulheres pequenas meu feliz dia das mulheres.